...

As Selvagens e a soberania nacional


Uma das questões que pode suscitar estranheza ao leigo cidadão é esta: qual é, afinal, a importância de um território desértico, de clima agreste, semi-habitado... onde pouco ou nada existe... para a integridade do território nacional e para a preservação e respeitabilidade da sua soberania? De facto, as coisas não podem ser vistas de forma tão linear.

No caso das Selvagens, o pouco que nelas se vê e o nada que lá existe do ponto de vista infra-estrutural, não traduz o peso que têm.
Efectivamente são riquíssimas do ponto de vista dos recursos marinhos, são fundamentais para a extensão da Zona Económica Exclusiva nacional e representam, em si mesmas, um valor material em termos territoriais... e isso tem um valor inestimável do ponto de vista da soberania e da identidade de um país.
Esta é a análise do General Loureiro dos Santos (na foto*) que afirma que a expedição do GIRA vem lembrar aos mais esquecidos - leia-se, a maioria dos portugueses - que as Selvagens podem ser pequenas mas existem... e são parte integrante de Portugal.

Oiça a entrevista aqui:

http://radioselvagens.blogspot.com/2008/07/as-selvagens-e-soberania-nacional.html

*Loureiro dos Santos foi Ministro da Defesa Nacional nos IV e V Governos Constitucionais e antigo Comandante Chefe da Madeira

publicado por Pedro Quartin Graça às 22:26 | link do post | comentar