...


Selvagens: Expedição é «momento histórico para a conservação da natureza»

2010-06-08

«Não estarei a exagerar se disser que este é um momento histórico para a conservação da natureza», sublinhou o detentor da pasta do ambiente do Governo Regional da Madeira, no lançamento daquela que é já considerada a maior expedição científica de sempre realizada em Portugal.
Conhecer para gerir melhor é o mote que alimenta as expectativas dos investigadores, que estarão 23 dias no mar, e dos políticos, que afirmam que esta é uma oportunidade de ouro para deixar uma vez mais vincada a soberania portuguesa nas ilhas que fazem a fronteira meridional de Portugal.
O secretário de Estado do Ambiente, Humberto Rosa, lembrou que no Dia Mundial dos Oceanos, assinalado esta terça-feira, Portugal pode dizer que tem muitas provas dadas na matéria, mais ainda quando se pensa no Plano de Ordenamento do Espaço Marítimo, cuja proposta preliminar irá ser entregue daqui a uns meses. Aliás, os cientistas levam também na bagagem um dossier que irá ajudar o Governo nesta tarefa. O teste estende-se ainda ao M@rbis, o sistema de informação que irá servir para coligir todos os dados que forem recolhidos durante a missão.
«Portugal está na linha da frente dos países que se preocupam com o ambiente e que querem explorar recursos sem ferir o equilíbrio», defendeu o secretário de Estado da Defesa Nacional e dos Assuntos do Mar, Marcos Perestrello, que salientou que apenas através da investigação e do investimento foi possível a Portugal tornar-se, por assim dizer, dono do seu mar.

De 8 a 30 de Junho, o grupo AboutMedia embarca com mais de 70 cientistas na maior expedição realizada em Portugal, rumo às Ilhas Selvagens. Reportagens diárias nos portais AmbienteOnline e Planetazul.
Autor / Fonte
Diana Catarino
publicado por Pedro Quartin Graça às 22:23 | link do post | comentar