Ensino na Madeira


As Ilhas Selvagens em desenhos dos alunos da  escola EB1/PE Dr. Clemente Tavares, de Gaula

Hoje, dia 12 de Maio veio à nossa escola a Dra. Isabel, do Parque Natural, falar aos alunos do 3º e 4º Anos, sobre as Ilhas Selvagens e mostrar um Power Point.
Aprendemos muitas coisas, fizemos algumas perguntas à Dra. Isabel e ela explicou-nos tudo muito bem.
Gostámos muito de ver as imagens das plantas, dos peixes e das aves marinhas.
As selvagens são o tesouro do Atlântico, porque lá há muita variedade de animais, plantas e aves. A Dra. Isabel ofereceu para cada um de nós, um CD sobre as Selvagens.

A Dra. Isabel disse que existem três ilhas: a Selvagem Grande, a Selvagem Pequena e o Ilhéu de fora.
Na Selvagem Grande existe uma casa para os vigilantes verem se está tudo bem com as ilhas. Há sempre vigias nas Selvagens, mas eles trocam-se de três em três semanas.
A Selvagem Pequena é muito baixa, mas também tem uma casa, mas muito mais simples, feita com um contentor e os vigias só lá vão entre Maio e Outubro, que é quando o mar está melhor.
Diz a lenda que um senhor que se chamava Kidd roubou um tesouro dum barco e enterrou-o numa gruta da Selvagem Grande. De regresso a casa apanharam uma tempestade e morreram. Só ficou um homem que contou que havia um tesouro lá na gruta. A notícia foi-se espalhando por toda a parte e as pessoas acreditaram, mas até hoje ninguém descobriu esse tesouro.
O tesouro das Ilhas Selvagens, são as plantas, os peixes, os répteis e as aves que lá existem, e que são próprias de lá.
Cláudia
Nós vimos que havia muitas aves marinhas: calcamares, cagarras, almas negras,… Essas aves marinhas vêm todos os anos à terra fazer os ninhos entre as pedras e pôr os ovos. Elas vão ao mar se alimentar e quando os filhotes nascem trazem-lhes o alimento. Quando as aves bebés ficam maiores, já com penas, vão com os pais ao mar.
As Ilhas Selvagens são uma Reserva Natural. É proibido matar aves e peixes ou apanhar plantas. As pessoas só podem visitar as ilhas com a autorização do Parque Natural.
Quando as pessoas vão visitar as ilhas têm de ter cuidado para não pisar os ninhos das aves, por isso são sempre acompanhadas pelos vigilantes.
Ema
Nas Selvagens existem algumas aves marinhas: cagarras, corre-caminhos e alma negra que vão à terra de Março a Novembro, fazer os ninhos e criar os seus filhos. Também existem alguns répteis como a lagartixa e a osga, que não são venenosas.
Antigamente havia muitos caracóis terrestres. Sabemos isto porque há um sítio onde só restam as carapaças.
Nas águas do mar das Selvagens há muitos tipos de peixes e também há anémonas.
Dizem que um capitão chamado Kidd assaltou um navio que tinha um tesouro e que escondeu-o nas Selvagens. Isto aconteceu há muitos anos e ainda ninguém descobriu esse tesouro.
Para mim o tesouro das Selvagens é: os peixes, as plantas e as aves marinhas que lá existem e que são espécies raras.
Renato
A Dra. Isabel falou-nos sobre as aves marinhas. As que existem em maior quantidade, são as cagarras. As aves vão para terra entre Março e Novembro fazer os ninhos e terem os seus filhotes.
A partir dos anos setenta foi proibido matar aves marinhas, pescar os peixes de lá e arrancar plantas, porque é uma Reserva Natural, pois existem espécies raras e únicas.
Há vigilantes durante todo o ano na Selvagem Grande, mas na Selvagem Pequena eles só podem ir de Maio a Outubro, que é quando o mar oferece melhores condições.
A Dra. Isabel contou-nos a lenda do capitão Kidd. O capitão Kidd tirou um tesouro a uns ladrões e escondeu numa gruta da Selvagem Grande. Quando regressavam à sua terra natal, houve uma tempestade e morreram. Só restou um marinheiro que espalhou esta lenda.
Henrique
A Dra. Isabel disse-nos que as pessoas já tentaram viver lá nas Selvagens, mas não conseguiram porque há pouca água. Sabemos isto porque ainda se encontram alguns muros construídos pelos homens. Também há canais para água, porque eles tentaram plantar e semear mas não conseguiram.
Há muitas aves que fazem os seus ninhos nas ilhas e quando as aves bebés sabem voar partem com os pais. Eu gostava de conhecer a cagarra e o calcamar.
Na selvagem Grande há um sítio com muitas carapaças de caracóis terrrestres. Lá existem lagartixas e osgas e muitos arbustos. Há dois arbustos que, antes das Selvagens serem Reserva Natural, os homens apanhavam em grandes quantidades: a urzela, que tem um líquido vermelho e por isso era aproveitado para tingir os tecidos e outra planta, não me recordo o nome, que dava para fazer sabão.
A selvagem Pequena é muito baixinha e tem muita areia branquinha.
Eu gostei de ver o Tesouro do Atlântico!
Nicole
publicado por Pedro Quartin Graça às 09:39 | link do post